Fique por dentro das novidades sobre
contabilidade, empreendedorismo e gestão.

Artigos, E-Books, Webseminários e outras informações relevantes para ajudar à sua empresa alcançar o sucesso. 

Tudo grátis.

Cadastre o seu e-mail e receba conteúdos exclusivos

Conteúdos

Câmara aprova Refis para optantes do Simples Nacional

 

 

O Plenário da Câmara dos Deputados aprovou nesta quarta-feira, por 332 votos a 1, o Projeto de Lei Complementar (PLP) 171/15, do deputado Geraldo Resende (PSDB-MS), que estabelece novas regras de parcelamento de dívidas das micro e pequenas empresas perante o Simples Nacional (Supersimples). A matéria será enviada ao Senado.

 

Aprovado na forma do substitutivo do deputado Otavio Leite (PSDB-RJ), o texto garante o parcelamento de débitos com o regime especial de tributação vencidos até a competência de novembro de 2017, aplicando-se inclusive para aqueles parcelados inicialmente pela Lei Complementar 123/06 e pela Lei Complementar 155/16, que reformulou regras do regime e permitiu parcelamento em 120 meses.

 

Por meio do Programa Especial de Regularização Tributária das Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (Pert-SN), as empresas devedoras terão de pagar 5% do valor da dívida consolidada, sem reduções, em até cinco parcelas mensais e sucessivas.

 

O restante poderá ser parcelado com descontos de 100% dos encargos legais e honorários advocatícios da seguinte forma:


- integralmente, com redução de 90% dos juros de mora e de 70% das multas;
- parcelado em 145 meses, com redução de 80% dos juros de mora e de 50% das multas; ou
- parcelado em 175 meses, com redução de 50% dos juros de mora e de 25% das multas.

 

O valor mínimo das prestações será de R$ 300,00, exceto para os microempreendedores individuais (MEI), cujo valor será estipulado pelo Conselho Gestor do Simples Nacional (CGSN).

 

Correção


Os interessados poderão aderir ao parcelamento em até 90 dias após a data de publicação da futura lei complementar. O pedido implicará a desistência de parcelamento anterior.

 

As prestações mensais serão acrescidas da taxa Selic e de 1% relativo ao mês de pagamento.

 

Quanto ao impacto orçamentário e financeiro, o projeto prevê que caberá ao Poder Executivo estimar o montante da renúncia fiscal e incluí-lo na lei orçamentária do próximo ano.

 

Alcance da medida


Relator do projeto, o deputado Otavio Leite afirmou que o texto vai permitir que cerca de 600 mil empresas inadimplentes permaneçam no Simples Nacional. Ele disse que é justo estender às micro e pequenas empresas as mesmas condições de refinanciamento de dívidas concedidas às outras pessoas jurídicas, objeto de um Refis aprovado anteriormente.

 

 

 

Please reload

SIGA-NOS

  • Facebook Social Icon
  • Instagram Social Icon
  • LinkedIn Social Icon
  • YouTube Social  Icon

POSTS RECENTES

Please reload

Contato
Fale com um de nossos consultores ou se preferir entre em contato pelo nosso
*chat rápido via WhatsApp 

* De segunda a sexta-feira das 09h às 18h30

Omegaprice

Sobre

Depoimentos

Trabalhe conosco

Depoimentos de clientes

Conteúdos

Sobre Nós

A OmegaPrice é um escritório de contabilidade para pequenas e médias empresas. Com a gente você tem além dos serviços contábeis tradicionais ferramentas online que permitem integração financeira e contábil, organização e controle de documentos e acompanhamento da regularidade contábil e fiscal da sua empresa. 

OMEGAPRICE CONTABILIDADE EIRELI

Conselho Regional de Contabilidade: PR-007658/O-8

Endereço da Matriz: Av. Paraná, 1755, Sala 71,

Boa Vista, Curitiba/PR, 82.510-000

  • LinkedIn Social Icon
  • Facebook Social Icon
  • Instagram Social Icon
  • https://www.youtube.com/channel/UCcE

h<script type="text/javascript" async src="https://d335luupugsy2.cloudfront.net/js/loader-scripts/0e3efbbb-833c-410f-acc5-b3da5cbbbbf0-loader.js" ></script>

©Omegaprice Contabilidade. Todos os direitos reservados